Conheça a obra de Superadobe em Florianópolis

/, Sem Categoria/Conheça a obra de Superadobe em Florianópolis

Conheça a obra de Superadobe em Florianópolis

Por Fernanda Dorta

Projetada com o objetivo de construir uma recepção para a Associação dos Funcionários Fiscais do Estado de Santa Catarina – AFFESC, em Florianópolis, a nova Casa de Chá, localizada na entrada da instituição, em Canasvieiras, será um espaço de convivência dos associados, hóspedes e visitantes.

planta-baixa

Planta Baixa: arq. Cecília Prompt

O projeto arquitetônico foi desenhado pela arquiteta Cecília Prompt (Margem Arquitetura) e vem sendo executado pela Baobá Tecnologias Ambientais, através do bioconstrutor Raphael Autran e sua equipe.

 Inspirada na bioarquitetura, a principal técnica utilizada para a estrutura da casa foi a terra ensacada conhecida como superadobe, que compõe parede estrutural autoportante, dispensando vigas e colunas de armação de ferro e concreto. Os principais benefícios dessa técnica são a economia de materiais, alta resistência e conforto térmico e acústico.

Para a arquiteta, trabalhar com esta técnica permite viabilizar a construção de formas orgânicas. “Esse tipo de arquitetura vem ganhando cada vez mais espaço no mercado da construção civil e além de beleza estética visa a questão da sustentabilidade”, ressalta Cecília.

De acordo com Raphael a obra vem acontecendo por etapas. “Iniciamos a obra em outubro de 2015 com a fundação com cabeças de pedra de reaproveitamento. A segunda etapa da obra, que deu início somente em maio de 2016, após o período de temporada, teve como foco o levantamento das paredes de terra ensacada (superadobe), que levou cerca de 30 dias para levantar a estrutura da casa”, conta.


Desafios e Diferencial da Técnica de Superadobe

img-20160915-wa0034O diferencial deste tipo de construção é que é uma parede viva, ou seja, a casa respira trazendo uma série de benefícios para a saúde humana como a questão térmica e o isolamento acústico por ter uma parede grossa.

O principal desafio desta técnica, segundo o bioconstrutor, é a compactação dessa terra que precisa ser feita de maneira adequada de modo que os resultados das camadas realmente se tornem um bloco maciço e a parede fique firme. “Precisamos ter o cuidado com o sobrepeso nas aberturas (portas e janelas), pois como é bastante terra ensacada a tendência é a parede pesar sobre as portas e janelas e por isso é necessário ter um reforço estrutural nas aberturas. Esse reforço pode ser com madeira ou ferro”, ressalta.

Além do superadobe, a casa contém um telhado verde que também conta com a questão do conforto térmico e acústico. Nesta fase do projeto a equipe está construindo um sistema ecoeficiente do esgoto. A última fase do projeto conta com o acabamento das paredes que serão feitas com recobo natural e as instalações hidráulica e elétrica. A conclusão da obra está prevista para meados de novembro, antes do início da temporada de 2016.

Projeto arquitetônico: Arq. e Urb. Cecília Prompt e Arq. e Urb. Flávio Trevisan

Construtor responsável: Raphael Autran (Baobá Tecnologias Ambientais)

Equipe de execução: Junior Caires, Diego Eggers, Vitor Cândido, Thailan de Castro e Raphael Autran

Colaboração: Felipe Miranda

Fotos: Junior Caires e arquivo Baobá Tec.

By |2018-02-23T16:44:37-03:00setembro 15th, 2016|Construções com Terra, Sem Categoria|0 Comments